TRADUTOR (TRANSLATE)

sábado, 5 de dezembro de 2015

Massas - Variedades - Parte I

A ideia deste post é conhecermos um pouco mais das centenas de variedades de tipos de massas existentes, não só seu formato, mas também na medida do possível, para qual tipo de prato ela melhor se aplica.
Antes de partirmos para as variedades, é importante dizer que as massas (pastas) dividem-se em dois grupos, que são:

Massa Fresca: são aquelas consideradas mais artesanais, originalmente feitas em casa, mas hoje já também industrializadas. São feitas à base de farinha de trigo, ovo e água. Existem também neste grupo, massas que não levam ovos.

Massa seca: São aquelas que encontramos nas prateleiras de não perecíveis nos mercados, feitas à base de sêmola de trigo duro e água.

As massas secas, por sua vez, também dividem-se em dois outros grupo, quais sejam:

Massas Longas: são aquelas com mais de 10 centímetros de comprimento, como por exemplo: espaguete, bavete ou tagliatelle.

Massas curtas: são aquelas menores que 10 centímetros de comprimento, como por exemplo: rigantoni, farfalle ou risoni.

Considerando-se que são muitos os tipos, se colocássemos tudo em um único post, ele ficaria muito longo e com certeza cansativo.
Assim, além deste post introdutório, teremos a parte II e parte III conforme segue:

Massas - Variedades - Parte II - Massas Curtas
Massas - Variedades - Parte III - Massas Longas

PS: As imagens aqui apresentadas foram obtidas na internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que a meu critério não sigam as regras deste blog, serão retirados. Obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...